O início de um novo ano traz uma retrospectiva do anterior. Em 2021, apesar dos desafios pandémicos, o projecto de Saúde Materna Moçambique-Canadá continuou a avançar com o nosso trabalho.

Comité da juventude em Chambula

Continuamos a envolver os membros da comunidade em actividades para melhorar a saúde materna e sexual. 2021 viu a criação de 16 comités da juventude em comunidades parceiras. Os temas para educação e discussão incluíram:

  • A prevenção e cuidados a ter com a COVID-19, saneamento e higiene
  • A importância dos partos institucionais e as especificidades dos bons cuidados pré-natais e pós-natais, especialmente no contexto da COVID-19
  • Como evitar a gravidez precoce e indesejada, abordando o casamento precoce e forçado e os direitos sexuais e reprodutivos,

Realizaram-se sessões no âmbito dos comités de saúde das comunidades e das reuniões dos comités da juventude, bem como nos mercados comunitários, nas fontes de água (furos/bombas de água) e nos bairros.

Continuamos a apoiar os 20 micros projectos baseados na comunidade e, em 2021, nos concentramos no estabelecimento da sustentabilidade a longo prazo.

Para melhorar os serviços de saúde, em 2021 adquirimos e distribuímos EPI para todas as 150 unidades sanitárias na província de Inhambane para prevenção/resposta à COVID-19.

A formação dos profissionais de saúde ocorreu principalmente no local em centros de saúde e outras instalações.

Formação no local: A reanimação de recém-nascidos

Os temas incluíram:

  • A gestão de complicações obstétricas (foco em pré – / eclâmpsia),
  • A reanimação de recém-nascidos,
  • Os protocolos prioritários e
  • O uso correcto do equipamento médico de SMI

Em 2021, trabalhamos no fortalecimento da rede de apoio à gestantes e parturientes. A nível comunitário, envolvemos cuidadores e líderes comunitários na identificação de como apoiar as mulheres nos partos, expandindo as sessões de formação dos anos anteriores para parteiras e outros, e contribuímos sempre que possível para a rede de transporte, como com uma ambulância local. A nível dos serviços de saúde, realizamos sessões para fortalecer os sistemas de referência nos níveis provincial e distrital, incluindo a preparação de um protocolo a ser divulgado às unidades sanitárias com maternidades.

Na virada de 2021, as unidades sanitárias recém-construídas pelo projecto foram postas em uso (4 maternidades e 3 casas de espera para mulheres grávidas) e uma residência para o pessoal numa maternidade. Durante o ano, construímos estruturas adicionais de limpeza e cozinha em cada uma das 7 novas unidades sanitárias. Também desenvolvemos uma estratégia para transformar as nossas 7 novas unidades sanitárias em locais modelo de atendimento humanizado e envolvimento da comunidade.